sábado, 1 de novembro de 2014

Renato Borghetti comemora 30 anos de carreira no Teatro Bradesco

Foto: Cibele Peccin

Acordeonista se apresenta com a Orquestra de Câmara de Blumenau, dia 05 de novembro.


Em 1984, o jovem acordeonista gaúcho Renato Borghetti lançava seu primeiro disco – Gaita Ponto, pela RNS Discos. Fruto do um trabalho quase artesanal, ele não imaginava que no ano seguinte seu trabalho de estreia seria recompensado com o disco de ouro, com mais de cem mil cópias vendidas.

Hoje, Borghetti não só acumula prêmios nacionais, como também tem uma carreira consolidada: é um dos artistas brasileiros de maior reconhecimento internacional, participando anualmente de turnês europeias, com apresentações cativas na Itália, Croácia, República Tcheca, Áustria e Alemanha.

Para comemorar seus 30 anos de carreira, o “gaiteiro” - como é carinhosamente chamado pelo público –, apresenta-se no dia 5 de novembro, às 21h, no Teatro Bradesco, na cidade de São de Paulo. “É com muito orgulho que vou comemorar esta data em espetáculo em São Paulo”, diz o músico gaúcho, nascido em Porto Alegre. Entrada franca. Confira abaixo como será feita a retiradas de ingressos.
Renato Borghetti está em turnê desde agosto com a Orquestra de Câmara de Blumenau e já se apresentou no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O espetáculo “Renato Borghetti & Orquestra de Câmara de Blumenau in Concert” é incentivado pelo Ministério da Cultura, com os patrocínios do Banco Bradesco, Cia. Hering e Tigre.

O concerto conta com a direção artística do italiano Daniele Girardello, a regência de Daniel Bortolosy e o violonista Daniel Sá, que está entre os arranjadores.
Segundo Girardello, a união da música erudita à popular é bem aceita pelo público em geral. “Estamos levando adiante essa ideia que nasceu há três anos. Conseguimos um equilíbrio entre a Orquestra, com sua música erudita, e o músico Renato Borghetti, regionalista do sul do Brasil. Juntos, produzimos um diálogo harmonioso, com uma sonoridade bem diferente e os resultados são excelentes, que podem ser vistos no aplauso do público”, considera.

Unir repertórios tão distintos é um desafio para os músicos. “Quando toco sozinho é mais comum o improviso. Com a Orquestra, é outro ambiente: os arranjos estão escritos e trabalhamos com base no ensaio. Como a gaita aparece muito, preciso tocar de modo que a execução da Orquestra se destaque mais, para que os dois lados sejam valorizados. É um pouco mais programado”, salienta o músico Renato Borghetti.

Nesta temporada, ganham destaque as músicas do compositor argentino Astor Piazzola, como Muerte del Angel, Fuga y Misterio, Adiós Nonino e Libertango – temas interpretados pela Orquestra. Entre as composições regionalistas, estão as famosas Milonga para as Missões e Mercedita tocadas pelo solista gaúcho. “Vamos levar temas tradicionalistas de regiões como Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguai para outras cidades, que poderão conferir apresentações com sintonia de elementos existentes no Jazz, Bossa Nova e um tempero do sul”, diz o maestro Daniel Bortolosy.

SOBRE RENATO BORGHETTI

Com 24 gravações lançadas, Renato Borghetti é um dos símbolos da música do seu Estado. Expandiu as fronteiras da música gaúcha e do instrumento gaita-ponto para todos os continentes, sem perder a originalidade e identidade da música de sua terra. Pela sua natural experiência em outros estilos, que conheceu em suas diversas viagens pelo Brasil e pelo mundo, Borghetti pode agregar riqueza cultural e influenciar seu trabalho com qualidade.

SOBRE DANIEL SÁ

O gaúcho Daniel Sá, responsável pelos arranjos das músicas desta turnê Renato Borghetti & Orquestra de Câmara de Blumenau in Concert, é violonista e desenvolve um intenso trabalho com o acordeonista Renato Borghetti como violonista, arranjador e diretor musical. Já atuou ao lado de nomes como: Guinga, Osvaldinho do Acordeon, Arismar do Espírito Santo, Paulo Moura e Sivuca.

SOBRE DANIELE GIRARDELLO

Natural da região do Vêneto, na Itália, Daniele Girardello desenvolveu intensa atividade musical com diversas orquestras italianas, dentre elas a famosa Orchestra di Câmara di Venezia - “L’Offerta Musicale”. Em 1998, ocupou a cadeira de professor de violino da escola Media Statale (Comacchio) e também ensinou no conservatório G. Frescobaldi, ambos em Ferrara (Itália). Radicado no Brasil desde 2002, tornou-se referência no ensino do violino e atualmente é spalla e diretor artístico da Orquestra de Câmara de Blumenau.

SOBRE DANIEL BORTOLOSY

Um dos mais promissores e atuantes regentes de sua geração, Daniel Bortolosy já trabalhou com diversos grupos sinfônicos brasileiros, além de orquestras na Argentina, Portugal, Itália, Bulgária, Cazaquistão, Inglaterra, República Tcheca, Romênia, Ucrânia e Rússia. Mestre em Artes pela Universidade de São Paulo (USP), esteve à frente da Belgrad Philharmonic
Orchestra, em Belgrado, Sérvia, onde executou, pela primeira vez no país, as Bachianas n. 2 e n. 4 de Heitor Villa-Lobos.

Foi o primeiro maestro latino-americano a dirigir a Royal Oman Symphony Orchestra, no Sultanato de Omã, incluindo apresentações particulares para o ex-primeiro ministro britânico Tony Blair. É fundador e diretor artístico do “New Orleans Festival Brasileiro!”, dos Estados Unidos e, recentemente, foi jurado do concurso “Shabyt”, em Astana, Cazaquistão.

SOBRE A ORQUESTRA DE CÂMARA DE BLUMENAU

Desde 1981, a Orquestra de Câmara de Blumenau já realizou diversas turnês pelo Brasil e exterior, com apresentações nas mais famosas salas de concerto da Europa, como Smetana de Praga e o Mozarteum de Salzburgo. A Orquestra também tocou ao lado de grandes nomes da música mundial, entre eles, Jean Pierre Rampal, Maurice André, Ingrid Haebler, Arthur Moreira Lima, Paulo Bosísio, Helena Jank, Antônio Meneses, Domenico Nordio e Renato Borghetti.

Na última década, entrou numa nova fase com a direção artística do violinista italiano Daniele Girardello, adaptando-se à nova dinâmica do fomento à cultura. Por meio de recursos captados, através de projetos de incentivo, já realizou inúmeros concertos, incluindo duas turnês nacionais; apresentou-se com solistas e maestros convidados de destaque como Luiz Henrique Beduschi, Álvaro Siviero, Derico Sciotti, Michael Debost, Rita Costanzi e João Carlos Martins.

Atualmente, a Orquestra aspira inovar o estilo e formato de seus espetáculos, assim, manterá sua identidade própria dentre as orquestras brasileiras, sempre com a preocupação de manter a excelência na execução de seu repertório.


SERVIÇO

RENATO BORGHETTI & ORQUESTRA DE CÂMARA DE BLUMENAU IN CONCERT

Classificação: Livre
Duração aprox.: 75 min.
SÃO PAULO
Dia 05 de novembro
Quarta-feira, às 21h
Teatro Bradesco (Rua Turiassú, 2100 / 3º piso – Bourbon Shopping São Paulo)

ENTRADA FRANCA

Retirada de ingressos para a apresentação: Os ingressos serão distribuídos no dia 05 de novembro, das 9h às 20h20, no Teatro Bradesco, com limite de duas unidades por pessoa.
ATENÇÃO: Não será permitida a entrada após o início do espetáculo.
Capacidade: 1439 pessoas
Acesso para deficientes
Estacionamento:
Self – Primeiras duas horas R$ 9,00 Hora adicional R$ 2,00
Valet – Primeira hora R$ 14,00 Hora adicional R$ 10,00
Motos– Primeiras duas horas R$ 9,00 Hora adicional R$ 2,00


Não perca tempo. Programe-se!


Fonte: Teatro Bradesco